Marcação de Consulta: 71 3234.9399

Aumentar fonte: A+ A A-

Notícias

Beber água da torneira faz mal à saúde?



Por que é importante consumir água filtrada?



A água que bebemos deve ser a mais pura possível, beber água da torneira pode trazer sérios problemas à saúde. Muitas cidades obedecem as normas e as diretrizes da Organização Mundial da Saúde relativas à qualidade da água potável, mas isso não significa que a água que sai da sua torneira é pura. 

Para tratar a água, centrais de abastecimento utilizam desinfetantes como cloro e outros produtos químicos que são adicionados à água para matar todos os germes. Esses desinfetantes podem deixar resíduos na água da torneira e, isso, pode ser prejudicial à saúde. 

Canos subterrâneos e tanques de água corroídos ou sujos também podem afetar a qualidade da água que sai da sua torneira. 

A água da torneira pode até parecer pura, mas também pode conter vírus, que podem aparecer na água exposta, no meio ambiente, através de sistemas inadequados de encanamento ou armazenamento. 

Metais pesados podem penetrar na água através dos canos que entram na sua casa ou de fontes de água contaminadas, como rios poluídos. Fique alerta para água turva, pois pode conter elementos prejudicais à saúde, como os vírus que causam diarreia, cólicas estomacais, verminoses, hepatites, febre tifoide e desinteria.

 

Por isso, deixo as dicas:



• Beba somente água filtrada;

• Não beba água se sentir cheiro ou gosto desagradável e lembre-se de que, sem uma filtragem apropriada da água, você pode estar colocando a saúde da sua família em risco.

 

- Quais são os problemas gerados pelo consumo de água contaminada? Ela pode estar contaminada com o quê?



A água contaminada ocasiona graves problemas de saúde, como, por exemplo, as doenças causadas por bactérias, vírus, vermes e protozoários como amebíase, febre tifoide, giardíase, hepatite tipo C e outras.

Em geral, nos países em desenvolvimento, o maior problema que causa a contaminação é a falta de tratamento para os esgotos domésticos, agrícolas e industriais, incluindo os agrotóxicos, o que deixa a água em total contaminação. Outro fator causador da contaminação é o contato da água com produtos químicos tóxicos e, ainda, pela presença de micro-organismos patogênicos que, devido ao fato de os tratamentos de esgoto não serem de excelente qualidade, resistem e permanecem na água.

Esses produtos e substâncias poluentes podem ser classificadas de duas maneiras, biodegradáveis e persistentes. A primeira contém substância que, em determinado tempo, se decompõe, como, por exemplo, inseticidas, detergentes, fertilizantes, petróleo etc. e, na segunda, as substâncias presentes em sua composição permanecem por um prazo indeterminado. No Brasil, segundo relatório do IBGE, 2000, 47,8% dos municípios não têm esgoto, o que afeta diretamente a qualidade das águas de rios, mares e lagoas das cidades brasileiras. 

 

- Água fervida é tão segura quanto a água filtrada?



Ferver a água é eficiente para eliminar micro-organismos patogênicos (causadores de doenças), contudo, a fervura não irá eliminar da água elementos químicos como metais pesados, ozônio, flúor, arsênio, ferro e chumbo. Além disso, após ferver a água, é necessário mantê-la bem tampada, enquanto esfria, para que não seja contaminada novamente. Uma solução muito eficiente e barata é a utilização dos filtros de barro, pois a vela de cerâmica retira cerca de 95% dos elementos químicos que possam estar presentes na água e, também, se mostra eficiente na eliminação de micro-organismos patogênicos. 

 

- Os filtros artesanais (aqueles de cerâmica com velas de filtragem) são seguros?



Os filtros de vela são mais tradicionais. Uma operação importante nesse tipo de filtro é a limpeza, em cujo processo nunca se deve empregar material abrasivo, É muito comum o emprego de sal, açúcar, bucha metálica, areia fina etc., porém, essa prática não é recomendável, pois esses materiais corroem a superfície da vela aumentando sua permeabilização, mas, ao mesmo tempo, comprometem sua eficiência. Eles são seguros desde que a limpeza seja eficaz.

 

- Qual a diferença do trato com ozônio para o trato com filtros artesanais?



O ozônio, um dos elementos básicos da natureza, é um gás oxidante muito poderoso. Consiste de uma molécula de oxigênio com um átomo adicional de oxigênio. Seu grande poder bactericida é muito superior ao cloro, e sua rápida decomposição ao oxigênio permite ao ozônio adequar-se perfeitamente no tratamento da água, já que não deixa subprodutos indesejáveis no produto final. 

Os filtros tradicionais de barro com câmara de filtragem de cerâmica são muito eficientes na retenção de cloro, pesticidas, ferro, alumínio, chumbo (95% de retenção) e, ainda, retêm 99% de Criptosporidiose (parasita causador de doenças). O processo lento é o que o diferencia dos filtros de forte pressão, que recebem água da torneira ou da tubulação. 

 

- Qual a diferença de água filtrada para água mineral?



A água filtrada é de rede pública (ou de torneira, como se diz) que passa por um dispositivo filtrante para melhorar sua qualidade. Normalmente, é uma água procedente de rios, represas ou lagos, via de regra poluídos, que passou por tratamento com produtos químicos até tornar-se adequadamente potável e sem riscos à saúde. E a água mineral é produzida e enriquecida de sais minerais pela própria natureza. É captada do subsolo através de fontes hidrominerais localizadas em áreas protegidas da poluição ambiental, para preservação da composição mineral da água. Somente fontes legalmente autorizadas podem explorá-las.



_______________________________________________________________________________________________
Autor(es)
Lourdes Dórea / Coren/BA 295613
Especialista em centro cirúrgico e controle de infecções hospitalares, coordenadora do serviço de enfermagem do HHCL.
Visto também em: iSaúde Bahia