Marcação de Consulta: 71 3234.9399

Aumentar fonte: A+ A A-

Notícias

HHCL realiza mutirão de saúde ocular relacionado ao zika

Em virtude do crescimento dos casos de implicações oftalmológicas em recém-nascidos com microcefalia, decorrentes da epidemia do Zika vírus, o Hospital Humberto Castro Lima realizará, no dia 30 de janeiro (sábado), das 8h às 12h, um mutirão que prestará atendimento gratuito a recém-nascidos filhos de mães que tiveram diagnóstico de Zica Vírus confirmado na gravidez, portadores ou não de microcefalia.

Serão realizados exames oftalmológicos completos, incluindo dilatação das pupilas, fundocospia (exame de fundo de olho) e orientações gerais de prevenção e tratamento de doenças oculares nos pacientes infectados com o vírus.

O atendimento será gratuito e prestado mediante a distribuição de 50 senhas para atendimento por ondem de chegada. O Hospital Humberto Castro Lima fica localizado na rua Pedro Lessa, nº 118, Canela.

A oftalmologista do HHCL, Verônica Castro Lima explica que há relatos de casos de recém-nascidos que apresentam má formação do sistema nervoso central, entre elas a microcefalia, podendo também apresentar alterações no fundo de olho, na retina. “Ainda não existe uma relação causal, porém foi isolado o vírus em uma criança que apresentou microcefalia e, como existe a coexistência dessas duas hipóteses, queremos justamente estudar a relação entre a infecção congênita por Zika e essas lesões oftalmológicas”, relata.

Segundo estudos desenvolvidos no Instituto Carlos Chagas (ICC/Fiocruz Paraná), em parceria com a equipe da Pontifícia Universidade Católica Paraná (PUC PR), é comprovada a transmissão inter-placentária do zika vírus após a análise da amostra da placenta de uma gestante da região Nordeste, que apresentou sintomas compatíveis de infecção pelo vírus e posteriormente sofreu um aborto retido (momento que feto deixa de se desenvolver dentro do útero), no primeiro trimestre de gravidez.

Complicações causadas pelo vírus da Zika

Recentemente, o vírus da Zika foi relacionado, pelo Ministério da Saúde, a casos de microcefalia (condição neurológica rara identificada, em geral, na fase da gestação) e à síndrome de Guillan-Barré, uma doença autoimune em que o sistema imunológico ataca o sistema nervoso por engano, causando uma inflamação nos nervos, seguida de fraqueza muscular.

Conforme o Ministério da Saúde, as investigações sobre a microcefalia e o Zika vírus devem continuar para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. Em análise inicial, o risco está associado aos primeiros três meses de gravidez.


Serviço

O que: Mutirão “Zica Virus x Saúde Ocular
Público-alvo: recém-nascidos até dois meses, portadores ou não de microcefalia, filhos de mulheres que tiveram infecção por Zica vírus durante a gravidez (com diagnóstico confirmado).  
Documentos: Certidão de nascimento e Cartão do SUS para quem tiver.
Quantidade de pessoas atendidas: 50
Onde: Rua Pedro Lessa, nº 118 - Canela - Salvador/BA

Zika vírus

Zika vírus é uma infecção causada pelo vírus ZIKV, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, mesmo transmissor da dengue e da chikungunya.

O vírus teve sua primeira aparição registrada em 1947, quando foi encontrado em macacos da Floresta Zika, em Uganda. Entretanto, somente em 1954 os primeiros seres humanos foram contaminados, na Nigéria. Atingiu a Oceania em 2007 e a França no ano de 2013. O Brasil notificou os primeiros casos de Zika vírus em 2015, no Rio Grande do Norte e na Bahia.

Fonte: Rádio Hoje Brasil