Marcação de Consulta: 71 3234.9399

Aumentar fonte: A+ A A-

Notícias

Cuidado com os olhos no verão

Com a chegada do verão e das férias, as pessoas ficam em contato com sol, cloro e outros agentes irritantes dos olhos que podem causar problemas de visão. O clima quente e úmido também favorece a todos os tipos de infecção, incluindo a oftalmológica e, nessa época de festas e praias, aglomerações facilitam o contágio. Sobre esses e outros problemas que podem surgir nessa época, conversamos com Dr. Rodolfo José Correia Nunes - oftalmologista do Hospital Humberto Castro Lima (HHCL)  - que explica um pouco mais sobre os cuidados com os olhos.


A claridade excessiva do verão pode provocar danos à visão?

Dr. Rodolfo José Correia Nunes - Várias patologias oculares estão relacionadas à radiação ultravioleta emitida pelo sol, que incluem alterações na retina, cristalino e na superfície externa do olho. Na maior parte das vezes, essas alterações não são imediatas, mas com a exposição crônica ao sol é possível desenvolver lesões no fundo do olho, pterígio (“carne”) na superfície ocular ou até mesmo acelerar um processo de catarata.

Existem doenças oculares próprias dessa estação?

Dr. Rodolfo José Correia Nunes - As infecções da superfície ocular, como as conjuntivites, são muito comuns, já que o clima facilita a proliferação de micro-organismos.

Durante o verão, algumas pessoas apresentam alergias e irritações nos olhos provocadas pelo sol, água salgada e cloro. Esse tipo de alergia é comum? Quais cuidados para preveni-las? 

Dr. Rodolfo José Correia Nunes - Conjuntivite alérgica é uma afecção muito comum e ocorre principalmente em pacientes alérgicos mais susceptíveis. Contudo, a irritação associada ao sol está mais relacionada à fotofobia ou até mesmo ao ressecamento ocular pela alta temperatura do ambiente. Já a irritação associada ao sal e ao cloro pode depender da concentração desses elementos na água. O sal desidrata, tanto as células da pele como a do epitélio da córnea e conjuntiva, levando aos sintomas oculares indesejados. Já o cloro, além de desidratar, é também tóxico para a sensível mucosa de nossos olhos.



























Quais os principais cuidados que devemos adotar?

Dr. Rodolfo José Correia Nunes - Para evitar as conjuntivites, noções básicas de higiene são fundamentais, como lavar as mãos e não levar a mão suja /contaminada aos olhos. 

Qual a importância da escolha e do uso de óculos de sol adequados?

Dr. Rodolfo José Correia Nunes - A retina, localizada no fundo de nosso olho, é uma camada compostas de fibras nervosas e responsável por converter as informações luminosas em visão. O excesso de luz (radiação ultravioleta) pode lesionar essa camada, levando, gradativamente e em longo prazo, a uma diminuição da acuidade visual. Óculos escuros são recomendados principalmente para aquelas pessoas que se expõem constantemente ao sol, tanto no lazer quanto no trabalho. Além disso, algumas pessoas apresentam uma irritabilidade maior à claridade, a famosa "fotofobia". Nesse caso óculos escuros amenizam os sintomas.







Quem usa lentes de contato deve ter um cuidado maior com os olhos durante essa estação do ano?

Dr. Rodolfo José Correia Nunes - Com certeza! Quem usa lente de contato deve ter um cuidado redobrado, já que está em contato direto com a córnea e qualquer contaminação pode levar desde a uma conjuntivite leve até a uma úlcera mais grave. A limpeza das mãos ao manipular a lente e o uso dos produtos multiação específicos para desinfetá-la são indispensáveis para a prevenção dessas complicações – além de, obviamente, ter o cuidado para não ultrapassar a validade d
a lente.


Crianças requerem cuidados especiais?

Dr. Rodolfo José Correia Nunes - Sim. Atenção especial deve ser dedicada às crianças, pois elas não têm noção dos perigos citados e só focam na diversão. O período do verão é a época das férias: a criança quer passar a maior parte desse tempo brincando, inclusive na praia ou na piscina. Entre 10 e 16 horas é quando a radiação solar está mais intensa e todo cuidado é pouco. Evitar esses horários, usar óculos escuros ou até mesmo um boné ou chapéu são boas opções. Protetor solar é essencial.

Fonte: iBahia Saúde